Dejà vu

A maldição dos 100 anos. Esse seria um bom título para um filme sobre os centenários Rubro Negro. No ano em que o futebol do Flamengo completa 100 anos, os torcedores assistem ao remake de 1995, ano do centenário do clube de regatas. Os personagens são praticamente os mesmos: técnico Vanderlei Luxemburgo como vilão, a estrela do time como mocinho (Romário-95 e Ronaldinho-12), elenco como atores coadjuvantes, diretoria na figuração, torcedores no papel de palhaço, direção e roteiro por parte da imprensa.

O enredo da história que parece ter seu fim em 2012, iniciou-se em 2011 e é o mesmo de 1995. O Flamengo monta um grande time, traz um jogador que já foi eleito melhor do Mundo pela FIFA, faz uma mega festa na Gávea, Luxemburgo se mostra animado em trabalhar com grandes jogadores, ganha a Taça Guanabara, ilude a torcida, mas aos poucos o caldo vai entornando. A perda do título carioca em 95 que foi o estopim para o fim da relação entre Luxa e Romário não se repetiu em 2011. O título invicto deu sobrevida ao relacionamento que parecia ser o melhor possível, os fantasmas de uma crise entre jogador e técnico tinham ficado no passado, todos acreditavam na mudança de Vanderlei. Porém, de acordo com o roteiro escrito pela imprensa, diversos episódios foram minando a relação R10-Luxemburgo, como as seguidas noitadas do craque, a falta de empenho em treinos, atraso de salários, novela Traffic, mulheres na concentração e principalmente a falta de apoio da diretoria.

No elenco o discurso é sempre o mesmo, reconhecem o clima pesado, afirmam que o maior prejudicado é o clube. Alguns tomam partido pelo técnico, outros ficam do lado do craque e tem os que preferem pular fora do barco. Fazendo figuração a diretoria se reúne, discute o futuro e no final só diz que está tudo certo. Diferente de Romário, Ronaldinho prefere seguir calado em meio a toda polêmica, mas sem deixar de seguir o roteiro e fingir que está tudo bem e que o relacionamento com o técnico é bom. Cenas como o abraço entre Luxemburgo e Ronaldinho em Sucre, na Bolívia e um problema de saúde para faltar ao treino são importantes para deixar a dúvida na cabeça do espectador. Enquanto isso tudo acontece, o disse-me-disse vai ajudando o torcedor a exercer da melhor forma o papel de palhaço.

Se quem está certo é o Luxemburgo ou o Ronaldinho, isso pouco importa para torcida, que no momento só não quer ver o drama Rubro Negro se transformar em uma comédia ainda mais engraçada para a torcida adversária com uma eliminação para o Real Potosí, na pré-Libertadores. O roteiro sobre a indefinição do futuro de Luxemburgo e Ronaldinho já está pronto e dificilmente o resultado na Bolívia irá influenciar em algo. Portanto, até os créditos subirem a torcida mantém a esperança em um final feliz para o Flamengo, diferente do ocorrido em 1995.

Ronaldinho Gaúcho é do Flamengo

O Flamengo é o FLAMENGO!”

Atualizado em 12/01/2011 18h04

Ronaldinho Gaúcho é oficialmente jogador do Flamengo.

A novela que durou duas semanas chegou ao fim. Na noite dessa quarta-feira, 10, Ronaldinho acertou seus últimos detalhes com o Flamengo e, como já haviam adiantado Fabio Azevedo e Claudio Perrout, assinou um contrato com o clube até a Copa de 2014. O jogador receberá cerca de R$ 1,3 milhão por mês, além da bonificação por conquista e campanhas publicitárias. Seu salário será pago por um pool de empresas, entre as principais estão a Traffic e a futura patrocinadora que irá substituir a Batavo no uniforme Rubro Negro.  Essa é a maior contratação do clube após a vinda de Romário, em 1995, recém eleito melhor jogador do Mundo pela FIFA.

Alguns torcedores e muitos rivais veem a carreira do craque em decadência e não acreditam no sucesso dele no Flamengo. Porém, o retrospecto da volta de craques mostra justamente o contrário. Adriano, Fred, Robinho e Ronaldo são os melhores exemplos. Os quatro estiveram no fracasso da COpa do Mundo de 2006 e voltaram ao futebol brasileiro. Todos enfrentaram certa desconfiança, mas conseguiram conquistar algum título importante e tornaram-se ídolos nos clubes. Fred e o Imperador faturaram o Brasileirão, já Ronaldo e Robinho ganharam uma Copa do Brasil. Será que algum Rubro Negro, Tricolor, Santista ou Corintiano se arrepende da vinda de algum desses jogadores?

Assim deverá ser com Ronaldinho Gaúcho que, inclusive, já se tornou ídolo da massa Rubro Negra. O craque pode não ter rendido o esperado nesses últimos anos, mas ainda está muito acima do nível do futebol brasileiro. Ronaldo com todo seu peso faz uma grande diferença no Timão, as ausências de Fred são claramente sentidas no Flu e a ida de Adriano para a Itália mostrou a dependência Rubro Negra de um jogador do seu nível.

Quando se contrata um jogador do nível do Ronaldinho, não há como querer avaliar apenas seu desempenho dentro de campo. Ele é muito mais que um jogador, é uma instituição, assim como Ronaldo no Corinthians. Visibilidade, fortalecimento da marca, maiores ganhos em bilheteria, confiança no mercado, são alguns dos benefícios trazidos pelo craque. E não é só o Flamengo que será beneficiado com essa contratação, todo futebol brasileiro sai ganhando, pois estimula os clubes a buscarem outros craques. Com esse regresso o nível do Campeonato Brasileiro só tende a aumentar.

Os primeiros efeitos da vinda de Ronaldinho já podem ser sentidos na imprensa nacional e internacional. O clube passa a ter uma marca ainda mais forte da que já possui e o marketing precisa saber aproveitar ao máximo isso. Veja abaixo como foi a repercussão nos principais sites esportivos do Mundo:

Espanha

MARCA - http://migre.me/3zfi5

Diário AS - http://migre.me/3zfjT

Itália

La Gazetta dello Sport - http://migre.me/3zfmn

Corriere dello Sport - http://migre.me/3zgNK

Portugal

A Bola - http://migre.me/3zfAo

Record - http://migre.me/3zgm5

França

Le Equipe - http://migre.me/3zfqw

Inglaterra

The Sun - http://migre.me/3zgYP

Argentina

Olé - http://migre.me/3zg6N

Com o jogador jogando o que sabe e a torcida abraçando o projeto, a parceria Fla/R10 tem tudo para dar certo.

Bem-vindo ao Flamengo, Ronaldinho!

Convocação da seleção com… Ronaldinho Gaúcho!

Na manhã desta sexta-feira, dia 29 de outubro, o treinador da Seleção Brasileira Mano Menezes divulgou a lista de jogadores convocados para o amistoso contra a eterna rival Argentina, partida na qual será realizada em 17 de novembro, no Qatar. Para a euforia de grande parte da torcida brasileira(e talvez de todo o mundo), ele está de volta: Ronaldinho Gaúcho .

Depois de um ano e meio afastado da Seleção e após uma verdadeira mobilização por parte dos torcedores para levá-lo à Copa do Mundo, o craque vestirá novamente a camisa do Brasil. E o próprio técnico disse que não é para ser reserva. Quem sabe agora, Ronaldinho encontre a felicidade total de vez com este retorno tão esperado e o motive para ser um jogador melhor que já está sendo. Talvez voltando até a ser o Ronaldinho Gaúcho dos anos dourados do Barcelona ou, pelo menos, próximo disso. Afinal é o que todos nós queremos ver, menos os adversários.

A lista de Mano Menezes manteve a coerência(dele, não de Dunga), renovando a seleção. Troca poucas peças e deixa outras muito importantes de fora. Júlio Cesar, Maicon e Lúcio não são aproveitados. Porém pode ser somente um teste para descobrir seus reservas, uma vez que, cada um é um dos melhores do mundo em suas respectivas posições. Hernanes, muito bem na Italia, também não foi chamado. Uma das razões talvez seja pelo tipo de jogo que o treinador vai propor contra a Argentina. Prova disso é que chamou Douglas, meia do Grêmio, jogador que ele conhece bem(na época do Corinthians) e disse que tem um estilo de jogo que prende bem a bola na hora certa e tem força. Quem também volta à seleção é Neymar, jogando pela primeira vez contra os argentinos.

Lista abaixo:

Goleiros: Victor(Grêmio), Jéfferson(Botafogo) e Neto(Atlético-PR).

Laterais: Daniel Alves(Barcelona), Rafael(Manchester United), Adriano(Barcelona) e André Santos(Fenerbahçe)

Zagueiros: Thiago Silva(Milan), David Luiz(Benfica), Réver(Atlético-MG) e Alex(Chelsea)

Meio de Campo: Lucas (Liverpool), Ramires (Chelsea), Sandro (Tottenham), Jucilei (Corinthians), Elias(Corinthians), Douglas (Grêmio), Philippe Coutinho (Inter de Milão) e Ronaldinho Gaúcho (Milan)

Atacantes: Robinho (Milan), Alexandre Pato (Milan),André (Dínamo de Kiev) e Neymar (Santos)

A magia de Ronaldinho Gaúcho está voltando

Ronaldinho Gaúcho está voltando a jogar. Parecia utopia para muitos. Eu não duvidava, e mais: torcia para isto, para o show. A maioria esmagadora não esperava uma volta por cima. Ela está ai para quem quiser ver. Nunca se deve duvidar da qualidade indiscutível de um craque como ele. Mostrou que ainda pode ser o melhor do mundo. A magia está no ar novamente. Se vai continuar, só depende dele.

Ronaldinho Gaúcho segue dando prosseguimento a várias metas estabelecidas para o sucesso. Retomar seu futebol alegre, continuidade a boa fase, dando passos largos para ser convocado à seleção brasileira e ajudando o clube a conquistar títulos. Uma meta vai emendada na outra e até aqui com boas chances de concretizá-las. A mais difícil, talvez, é a conquista do Campeonato Italiano. Já esteve mais longe. Porém, 6 pontos o separam da liderança e o próximo jogo é exatamente contra o líder, Inter de Milão. Chance para diminuir a diferença e tornar mais real tais metas.

No último fim de semana ele fez a diferença na vitória contra o lanterna Siena, 4 a 0. Fez três gols e foi reverenciado pelos milanistas. Foi exaltado até por Maradona para ir à Copa do Mundo. Se Maradona pudesse, não hesitaria em levá-lo.  Mas quem vai decidir é o Dunga, que se tornou um técnico competente à frente da seleção brasileira e sabe o que faz.Se convocá-lo, não será por pressão da mídia porque, com Dunga, isso não funciona. Será por merecimento. O técnico da seleção poderá vê-lo como um algo mais, um poder de decisão. Um detalhe, um lance, um drible, um lançamento, um gol, uma classificação. Um título. Falta ao Gaúcho brilhar com a camisa do Brasil com a mesma intensidade que brilhou no Barcelona e está brilhando no Milan. Ele ainda deve essa ao povo brasileiro.

Só existe um Ronaldinho, por enquanto, merecedor da vaga no time de Dunga. E este é Ronaldinho Gaúcho.

E você leitor, acha que Ronaldinho tem vaga na seleção ?