Um Fluminense x São Paulo pra sempre.

Ele pediu e “desafiou” a torcida do único verdadeiro tricolor, o Fluminense.Por volta de 70 mil torcedores lotaram o Maracanã e deram um show como há tempos não se via.Era uma partida histórica para o Fluminense, uma vez que nunca havia participado de uma partida de quartas de finais da Libertadores da América.Ninguém poderia imaginar o quanto era histórico este jogo.Aliás fazer história é a marca deste time do Fluminense.Pode até não jogar o futebol que sabe(imagina se jogar tudo o que sabe?) mas tem escrito o nome na história.Primeiro, a maior goleada de um time brasileiro sobre um argentino(impiedosos 6 a 0 no Arsenal, no Maracanã).Depois, passa para a segunda fase do torneio continental pela primeira vez(e não poderia ser mais satisfatório, com a melhor campanha entre os 32 participantes) e passa também pelo Nacional-COL nas oitavas de finais.Estava na hora de escrever mais uma história.Vamos ao capítulo, até aqui, do mais importante jogo de todos os tempos do Fluminense Futebol Clube.

A tarefa não era das mais fáceis: derrotar o São Paulo(o clube paulista de três cores) por dois gols de diferença.A torcida do Fluminense(onde está tricolor, leia-se único tricolor) fez sua parte.Encheu os jogadores de incentivo durante a semana e também durante a partida.O São Paulo tinha feito o dever de casa, ganhou de 1 a 0 no Morumbi.Achou que a lição feita em casa seria suficiente para conseguir uma nota boa na prova.Somente achou…Adriano foi o autor do gol são-paulino.

O Fluminense sabia que tinha condições para reverter a situação e se encheu de confiança.Com o início do jogo, o Fluminense partiu para cima do São Paulo em busca dos gols.Conca fez boa jogada pelo meio e serviu com açúcar para Cícero, que chutou para a defesa de Rogério Ceni.Era um sinal do que estava por vir.Junior César chega ao fundo, cruza e desvia na zaga.A bola sobe, Cícero sobe muito(!) e ganha a bola de cabeça, a bola sobra para Washington desviar de calcanhar para a rede.Festa da torcida tricolor no Maraca.O São Paulo, mesmo tendo tomado um gol, não saiu para o jogo e ficou tocando a bola com paciência, buscando espaços.Chegou a assustar em cobrança de falta de Hernanes.O Fluminense ainda teve mais chances.A mais clara quando Conca observou Rogério Ceni adiantado e o encobriu.A bola caprichosamente bateu no travessão e voltou para Thiago Neves, com Rogério Ceni fora de ação no lance, e “conseguiu” mandar a bola para fora de cabeça.

No segundo tempo, o derradeiro, o São Paulo assustou com Adriano chutando de fora da área e obrigando Fernando Henrique a fazer a defesa no cantinho.Pouco depois, o Fluminense teve outra oportunidade com Conca que encontrou espaço entre a muralha da defesa do São Paulo, chutou rente a trave e deixou Rogério Ceni estático(tão rende que a bola jogou a toalha de Rogério Ceni e sua garrafa de água que estavam coladas ao poste para longe).Aloísio deu novo gás ao ataque do São Paulo.Primeiro tabelou com Adriano e o deixou livre.Adriano chutou e fez Fernando Henrique trabalhar novamente.Aloísio também sofreu falta, que Rogério Ceni desperdiçou.Depois Aloísio perdeu uma chance de ouro: recebeu sozinho de Adriano de frente para Fernando Henrique.Ouviu-se(ou não) um silêncio preocupante e angustiante.Para alívio do torcedor do Fluminense, a bola foi vagarosamente à direita do guarda-redes tricolor.Mas não teve jeito.Aloísio, muito bem no jogo, entortou a zaga do Fluminense e cruzou para Adriano escorar para o fundo da rede com a zaga do Fluminense somente observando.Nessa hora só passou três coisas pela minha cabeça na arquibancada do estádio: olhar para o bandeira(ver se foi realmente gol), falar “e agora? será que dá ?” e gritar “Neeeense” para incentivar.Juro que só lembro dessas três coisas que eu fiz, até o gol do Fluminense.Pois é, de tão rápida a reação não deu tempo de pensar muito.Conca alçou a bola na medida para Dodô pegar de primeira meio lascado na bola e a bola passar por debaixo das pernas de Rogério Ceni.Era o renascimento no jogo.Por mais que aquele resultado ainda desse a classificação ao São Paulo, ficamos vivos de esperança nas arquibancadas e empurrando o time para conseguir só mais um golzinho.A angústia aumentava.A pressão da arquibancada para incentivar o time também.As chances eram desperdiçadas.Bola cruzada na área, Adriano cabeceia e Fernando Henrique salva com o pé.Ali eu tive uma certeza: esse time não perde hoje, depois dessa que a bola não entrou, vai ganhar o jogo.Não era um pensamento de torcedor fanático.Uma intuição.Thiago Neves bate de fora da área e Rogério Ceni pega.Gabriel emenda rebote da zaga são-paulina também de fora da área e Rogério Ceni consegue chegar a tempo na bola, trabalhando com dificuldade e joga para escanteio.Conca bate de longe e a bola sai por cima do gol.O tempo passava.Renato Gaucho coloca mais um atacante, Alan.Thiago Silva, um gigante(eu disse gigante?! monstro!), se mandava ao ataque com sua categoria.O placa dos acréscimos sobe.A galera da arquibancada se levanta, clama por João Deus.Bola na área.A zaga do São Paulo tira mais uma e vibra, como nunca, mais uma bola mandada para longe.Mas que voltaria.Thiago Neves na bola.A torcida fica inquieta, mordendo a camisa de tanta angústia.Thiago Neves olha para a bola e respira fundo.Caminha.Dá aquele tapa na bola com efeito.Parece daquelas bolas que não vai dar em nada e que a zaga tira com facilidade.Rogério Ceni fez que foi e não foi.Não dava.Sobe quatro jogadores na área.A muralha da equipe paulista está plantada.Washington, o único tricolor na bola.Consegue testar a bola entre três jogadores são-paulinos.A bola viaja.o Maracanã se cala por seus últimos instantes de jogo.A bola entra.Explosão na arquibancada.Pareço não acreditar no que vejo.Meu time eliminando o São Paulo no(pra mim) último minuto.Eu olho para o árbitro, para o assistente e vejo que nada mais pode dar errado.Não há como se conter.Classificação muito perto.181 minutos e em nenhum deles o Fluminense tinha vantagem.Ela veio somente no 182º minuto de jogo.Para ter um drama ainda maior, Jorge Wagner cobra falta, Adriano cabeceia e a bola bate na zaga tricolor.Confusão na área.47.Vai acabar.A bola é emendada de meia bicicleta.Fernando Henrique pega e a agarra como se nunca mais a quisesse soltar.Fernando Henrique repõe a bola em jogo.Carlos Amarilla olha o relógio.Apita.É o fim da partida.Parecia título mundial.Fluminense na semifinal da Libertadores da América pela primeira vez na história!

O São Paulo jogou muito bem a primeira partida, enquanto o Fluminense não fez uma boa partida.Resultado:1 a 0 São Paulo.Fluminense jogou bem a segunda partida e o São Paulo também.Resultado:3 a 1 Fluminense.São Paulo é um aluno sob medida, estuda para o que precisa e só.O Boca Juniors é um aluno muito aplicado.Gosta de fazer o dever fora de casa e BEM feito.

O Boca é um adversário dificílimo mas o Fluminense tem um time de qualidade comprovada que poderá jogar de igual para igual.Serão dois jogaços!Destaques não faltam.O duelo à parte de Thiago Silva com Palermo é algo imperdível, é um aperitivo.A cereja do bolo deste jogo é saborosa.Os ataques: Riquelme, Palacios e Palermo pelo Boca e Thiago Neves, Conca, Dodô e Washington pelo Fluminense.Promete!E como deu sorte no outro post e faz parte do hino do tricolor…

VENCE O FLUMINENSE COM O VERDE DA ESPERANÇA !

Anúncios

7 comentários sobre “Um Fluminense x São Paulo pra sempre.

  1. Belo texto…Jogo foi sensacional digno de Libertadores. Pra quem havia participado da Libertadores há anos e nunca ter passado da fase eliminatória o Flu mostra que dessa vez quer ser campeão.

    Parabéns(atrasado) para todos os Tricolores (leia-se Fluminense).

  2. Que esta vitória não seja a única, pois assim teremos novos grandes textos comentando novas grandes vitórias aqui no newsfut! Abraços, Garambone.

  3. Grande análise. Pela primeira vez, torci pelo Fluminense. E olha que vascaíno torcer pra um dos rivais é coisa das mais raras. Mas esse time tem um espírito muito legal, incorporado do Renato Gaúcho. Raça, dedicação, entrega… O torcedor tricolor deve estar orgulhoso. Contra o Boca, vou torcer mais uma vez. Afinal, o que vale é o bom futebol, jogado não só com arte, mas, também, com coração.

    Abraços

  4. Grande análise. Pela primeira vez, torci pelo Fluminense. E olha que vascaíno torcer pra um dos rivais é coisa das mais raras. Mas esse time tem um espírito muito legal, incorporado do Renato Gaúcho. Raça, dedicação, entrega… O torcedor tricolor deve estar orgulhoso. Contra o Boca, vou torcer mais uma vez. Afinal, o que vale é o bom futebol, jogado não só com arte, mas, também, com coração.

    Abraços,

    Breiller
    http://www.rolablog.zip.net

  5. O Fluminense é um time que não tem como torcer contra. Como já dizia a piada, é um time que não faz mal a ninguém. huahua
    Assisti ao jogo esperando uma partida muito disputada, aonde a técnica ficaria em segundo plano.
    Conca roubou o papel de principal articulador do Thiago Nevez e está jogando demais, o Flu se deu muito bem com sua contratação. O Thiago que não está jogando bem, pelo menos mostrou disposição e ajudou na marcação. Seu xará, o Silva, é um dos melhores zagueiros em atividade no Brasil, faz belas partidas e esbanja categoria na zaga. Parabéns ao Flu.

    Será que para Palermo e alguns meses depois o novo palermo (em cobranças de pênalti, que fique bem claro) ?

  6. Haja coração amigo!

    Acho que quando o Thiago Neves ajeitou aquela bola para cobrar o escanteio todos pensaram, (pelo menos eu assim fiz) “faz alguma coisa certa no jogo, pelo amor de Deus!”…E não é que ele ouviu…
    estava no trabalho pude ir a esse espetáculo mas quando o Washington fez aquele gol eu não me contive! e confesso, chorei de felicidade e emoção soh de pensar como devia estar o maraca!

    Flumenense eterno amor! ( com certeza!)

  7. FOI ALUCINANTE MESMO!
    LI TUDO…MAS AGORA QUE VENHA O BOCA…
    SE O FLU CONSEGUIR O TRIUNFO DE CONQUISTAR ESSA LIBERTADORES SERÁ INCONTESTAVEL E DEVERÁ RECEBER APLAUSOS DOS ADVERSARIOS…
    ALIAS PARA SER CAMPEAO TEM Q TER ELIMINADO OS DOIS TIMES QUE POSSUEM MAIOR TRADIÇÃO NA LIBERTA…SAO PAULO E BOCA…SER O MELHOR NE PRIMEIRA E NA SEGUNDA FASE….
    QUE VENHA ELES…O MARACA SE TRANSFORMARÁ NO VERDADEIRO CALDEIRÃO!
    ABS!
    SÓ NAO CONSIGO IMAGINAR O YGOR MARCANDO O RIQUELME…DÁ MEDO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s