Argentina x Mexico / Argentina x México

Era a repetição das oitavas de finais da Copa do Mundo de 2006. O México tinha a difícil missão de encarar a Argentina, que vinha empolgada e jogando um futebol bonito de se ver. Até nesses detalhes a partida se parecia. Mas cada jogo é um jogo e cada jogo tem uma história. Não foi tão diferente assim, 3 a 1 Argentina. Mas o confronto foi manchado pela péssima arbitragem, que não deu impedimento no prineiro gol da equipe vencedora e a história poderia ter sido outra.

A seleção argentina começou tocando a bola no seu estilo mas não tinha espaços, que eram muitos bem ocupados pelos mexicanos. Com a pressão na marcação, o México tinha o jogo sob controle e era mais perigosa que o adversário. Os argentinos foram se ajustando em campo e começaram a achar espaços. Em uma dessas jogadas, o erro crucial do jogo. Messi deu belo passe para Tevez, a bola correu muito, o goleiro dividiu com tevez e sobrou para Messi. Ele queria bater direto para o gol mas sem querer fez outro passe para Tevez que estava a frente de toda a defesa(e o goleiro também) e cabeceou para o gol. Gol ilegal, que gerou muita reclamação, tempo parado e o gol foi confirmado.O México estava bem no jogo, sentiu o gol e entregou outro. Osorio pisou na para dominar e sair jogando mas ela escapou, sobrando para Higuaín, que invadiu a área, driblou o goleiro e marcou o segundo, 2 a 0. Ele ainda teve chance de ampliar e Di María também mas desperdiçaram.

No segundo tempo, o técnico Javier Aguirre mudou o time. Esperava-se uma postura diferente. Não deu tempo de se notar, os argentinos ampliaram com Tevez. Ele tentou a jogada, a bola bateu no adversário, sobrou novamente para ele e encheu o pé de fora da área, acertando um belo chute no ângulo, 3 a 0 Argentina. Depois disso, só deu México, que encurralava os argentinos no campo de defesa. Porém de tantos jogadores de azul-branco na defesa, estava dificíl chegar até a área e por conseguinte o gol. Esteve perto de marcar algumas vezes mas a bola não quis entrar. De tanto insistir, os mexicanos chegaram ao gol. Hernández fez jogada de corpo, se livrou da marcação e bateu alto, sem chances para Romero, 3 a 1. A Argentina já não encaixava nenhum contra-ataque e só se defendia. No final, o México não criava mais nenhuma chance também. E ficou nisso.

Agora os argentinos reeditarão nesta edição as quartas de finais de 2006 e enfrentam a Alemanha, que passou pela Inglaterra. Os alemães levaram a melhor naquela ocasião. Só que desta vez, a seleção argentina espera que a história seja diferente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s