Campeonato justo (?!)

Quando adotaram o Campeonato Brasileiro por pontos corridos vários especialistas afirmaram que era a fórmula de disputa mais justa. Até o ano passado isso era inquestionável, pois sempre havia um time que se destacava no meio do campeonato e levava o caneco. Porém, os clubes começaram a entender a nova fórmula de disputa e ano passado chegamos a ter quatro clubes brigando pelo título até o fim. A história se repetiu novamente esse ano, Fluminense, Corinthians e Cruzeiro chegam com totais chances de serem campeões, se não fosse um detalhe: a rivalidade.

Em 2009, acusaram Corinthians e Grêmio de terem facilitado o jogo para o Flamengo, visando prejudicar seus maiores rivais que ainda disputavam o título. Esse ano a história se repete, mas com personagens diferentes. Acusam São Paulo e Palmeiras (que ainda nem jogou) de facilitarem o jogo para o Fluminense e prejudicar o Corinthians, que luta pelo Penta no ano do seu Centenário.

Não questionamos o título do Flamengo, que se aproveitou da incompetência dos adversários, e muito menos um possível título do Fluminense, que liderou a maior parte do campeonato e merece estar onde está. O que questionamos é a validade dos pontos corridos, um campeonato que ainda não caiu totalmente nas graças do torcedor brasileiro. Não é aceitável que times que não briguem por mais nada sejam os mais decisivos na reta final. E para deixar bem claro: Não acreditamos em entrega.

O que queremos é um sistema de pontuação no qual todos os times possam chegar ao fim do campeonato brigando por alguma coisa e não haja esse desinteresse por parte de times que não lutam por mais nada, mas enfrentam times que decidem título nas últimas rodadas. Uma volta dos playoffs não seria ruim. Um quadrangular final entre Fluminense, Corinthians, Cruzeiro e o quarto colocado, seria interessante para os clubes que poderiam arrecadar mais, para a integridade do campeonato e para o torcedor que não precisaria “vestir” várias camisas nessas últimas rodadas. É algo a se aprimorar para os próximos anos.

Outra opção foi a dada pelo Carlos Alberto, meia vascaíno. Colocar os clássicos nas últimas rodadas traria uma emoção a mais. Isso impediria o desinteresse, que muitos confundem com entrega, dos times que não disputam mais nada, pois todos sabem que rival não ajuda rival.

Se continuar do jeito que está, podemos ir nos preparando para todo final de ano lermos matérias sobre “Mala Branca”, “Mala Preta”, “entrega ou não” e tantas outras que povoam nosso noticiário nesse final de ano.

O QUE VOCÊ ACHA: O CAMPEONATO DEVE MUDAR OU NÃO? DEIXE SUA SUGESTÃO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s