Terminando de escrever uma história chamada Libertadores

 

Desta foto, de campeão brasileiro, é tirada a inspiração do Fluminense para a briga pelo título da Libertadores da América 2011. É desta forma que todos os tricolores querem, sonham e planejam terminar a competição continental. E hoje começa essa luta por este sonho contra o Argentinos Juniors. Grupo, que muitos dizem ser o ‘Grupo da Morte’, que ainda conta com América do México e Nacional do Uruguai.

Depois da frustração da fatídica final da Libertadores 2008, onde o Fluminense foi derrotado pela LDU do Equador, vieram o susto do rebaixamento no Campeonato Brasileiro em 2008, o vice da Copa Sul-Americana novamente contra a LDU em 2009 e o pesadelo do campeonato nacional de novo em 2009, com direito à uma arrancada sensacional do ‘Time de Guerreiros’ que livrou o clube da queda.

A volta por cima de todas essas tristezas e insucessos, veio no Campeonato Brasileiro 2010, quando levantou a taça. Com muita raça, vontade, qualidade do elenco e magia de Dario Conca e Muricy, a redenção aconteceu. Mas ninguém pensa em parar por ai. Nem torcedores, nem jogadores. Ainda tem uma conta a acertar. Exatamente com aquela tal de Libertadores…

O título em 2008 ficou muito próximo. Sendo derrotado nos pênaltis(com direito aos três cobradores oficiais – Conca, Washington e Thiago Neves – perdendo pênalti depois dos 120 minutos de partida), depois de estar perdendo por 3 gols de diferença e um tal de Thiago Neves empatar, sozinho, fazendo os 3 gols, a final contra a LDU. Depois de ter eliminado o Boca Juniors, coisa que um time brasileiro não fazia havia mais de 40 anos. Depois de uma batalha épica contra o São Paulo, decidido com um gol de Washington aos 48 minutos do segundo tempo. Depois de ter feito a melhor campanha da competição na primeira fase mesmo estando em outro ‘Grupo da Morte’ com a mesma LDU, Arsenal- então campeão da Copa Sul-Americana 2007 – e o Libertad – campeão paraguaio.

O roteiro era de campeão mas não foi. Aconteceu quase tudo. Gols memoráveis, festas inesquecíveis da torcida no Maracanã e vitórias épicas. Tudo isso passou. Agora falta uma última coisa e a mais importante: o título.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s