SANTOS X FLAMENGO: HISTÓRICO

Uma verdadeira ode ao futebol aconteceu no dia 27 de Julho de 2011. Palavras não são capazes de descrever o que aconteceu naquele dia. Santos x Flamengo, um duelo para guardar na memória:



curso-468x60.gif

Anúncios

ESCOLA DE SAMBA F.C.

por André Ramos

Futebol e carnaval são as duas principais marcas da cultura nacional. E não poderiam estar mais intimamente relacionadas do que no carnaval de São Paulo, onde os quatro grandes times de futebol possuem agremiações vinculadas às suas torcidas organizadas. É um assunto bastante polêmico já que a rivalidade algumas vezes acaba ultrapassando os limites do gramado e indo parar no Sambódromo. E a própria imagem de violência que é passada pelas atitudes de algumas torcidas organizadas, não só no Brasil como em todo o mundo, acaba fazendo com que haja um certo preconceito com essas escolas de samba.

Mas apesar de tudo, elas são muito importantes para o carnaval, inclusive aumentando o interesse pelos desfiles, já que um torcedor certamente gostará de ver e torcer por um bom desempenho da escola do seu time, que possui o mesmo nome da respectiva torcida. Corinthians e Palmeiras levam uma certa vantagem, já que as suas agremiações pertencem ao grupo Especial, a elite do carnaval. A escola do São Paulo está no grupo de Acesso mas ao que tudo indica em breve estará entre as grandes. E os santistas talvez esperem um pouco mais, já que sua escola irá estrear no Acesso apenas esse ano, sem muitas projeções além de permanecer no grupo.

nwf2A Gaviões da Fiel Torcida é sem dúvidas a mais qualificada das “agremiações futebolísticas”. Está a mais tempo no Especial e é a única que possui títulos no grupo. Venceu quatro vezes: em 1995, 1999, 2002 e 2003. Já pode ser considerada uma escola tradicional de São Paulo. Mas no meio da década passada a Gaviões passou por maus momentos. No desfile de 2004, quando lutava pelo tricampeonato, um acidente no meio da apresentação da escola acabou prejudicando todo o andamento do desfile. Um dos carros alegóricos acabou ficando sem direção, inclusive derrubando um dos relógios ao lado da pista, deixando algumas pessoas feridas. Na apuração, a escola amargou a última posição e foi rebaixada.

No ano seguinte conseguiu voltar mas em 2006 acabou rebaixada novamente. Mas voltou logo em seguida e pra ficar. Depois de uma colocação ruim em 2008, obteve o quarto lugar em 2009 e uma vaga no desfile das campeãs. Em 2010, outro bom resultado: quinto lugar. Em 2011 irá desfilar com o enredo “Do mar das pérolas e das areias do deserto à cidade do futuro – Dubai, o sonho do Rei Maktoum”, tentando se reencontrar com a vitória.

Os sambas da Gaviões são sempre muito valentes, sem nem sempre ter uma letra muito elaborada mas uma melodia muito forte. Podem ser perfeitamente cantados nas arquibancadas dos estádios. O samba de 2002, “Xeque-Mate”, é um dos melhores da agremiação e foi a trilha do terceiro título conquistado pela escola.

http://www.4shared.com/audio/MifgJI8H/2002_Gavies_da_Fiel.html

Enredo: Xeque-Mate
Compositores: José Rifai e Alemão do Cavaco

Sou Gavião, sou rei
No tabuleiro da vida
Sou fiel a um ideal
É xeque-mate, tô na área, é Carnaval

Talvez
Precise mil e uma noites pra contar
Do oriente o vento leva o meu cantar
Trazendo poesia
Paixões, romances de amor sem fim
Um jogo envolvente enfim
Que encantou o Velho Mundo

Tem muamba
O mercador tem muamba
Tem novidade
Vem jogar o chaturanga

Na dança das pedras
Tem peão lutando pra sobreviver
Contra o FMI
Que em seu cavalo alado
Sempre mal intencionado
É a rainha do poder
Quero meu Brasil
Jogando limpo
O povo dando um xeque na corrupção
Um xeque na impunidade
E a bateria sacudindo a multidão

É hora da virada (vem amor)
Tenho fé e esperança (no coração)
O meu país menino vai mudar
E a felicidade há de brilhar

nwf1Também no grupo Especial, a Mancha Verde tem começado a se destacar mais e obteve seu melhor resultado em 2010: quarto lugar e vaga no desfile das campeãs pela primeira vez. A escola subiu para o grupo Especial em 2007 e até então não tinha conseguido nenhuma colocação expressiva. Porém sempre faz belíssimos e emocionantes desfiles, buscando gradativamente um destaque maior no carnaval paulistano. Em 2010, irá apresentar o enredo “Uma idéia de gênio”, contando com um dos melhores sambas do ano. Aliás, os sambas da Mancha possuem um estilo completamente diferente da Gaviões. São muito mais melodiosos, com letras mais poéticas. Mas nem por isso têm menos força. Em 2006 a escola desfilou com um dos melhores sambas da história do carnaval de São Paulo. Com um tema polêmico, sobre as injustiças da humanidade, a Mancha Verde foi ousada, levando na comissão de frente um componente caracterizado de Jesus Cristo todo ensanguentado carregando a cruz. Um dos mais bonitos desfiles do ano.

http://www.4shared.com/audio/gstOTDou/2006_Mancha_Verde.html

Enredo: Bem-aventurados sejam os perseguidos por causa da justiça dos homens… Porque deles é o reino dos céus
Compositores: Douglinhas, Vaguinho e Jaú

A ópera vai começar, ô, ô, ô
Bem-aventurada, guerreira
A Mancha chegou
A grande ópera vai começar, ô, ô, ô
Bem-aventurada, guerreira
A Mancha chegou!

Uma estrela brilhou
Apontou que um milagre aconteceu
Mesmo desde o ventre perseguido
O Rei dos Reis nasceu
O mal na forma de um grande dragão
Se espalhou e nos homens incitou
O ódio Àquele que pregou o amor
Foi crucificado mas ressuscitou
É preciso fé para o gigante da ganância cair
Perseverar, lutar, não desistir… Resistir!

A paz vai florescer como sonharam
Homens de Deus que se entregaram
Por ver o fim do sofrer
O mundo em união, como irmãos

Olha e vê o fim do preconceito
Pois liberdade é um direito
Que não tem raça e não tem cor
Glória aos negros que mudaram a história
E estão vivos na memória
Cessando toda uma era de dor

O mundo não vai me calar
Injustiças não vão me deter
Das cinzas se renasce pra vitória
Na adversidade se aprende a crescer
São fatos que descrevem nossa história
O verde é a razão do meu viver

nwf4No grupo de Acesso desde 2006, a Dragões da Real vem fazendo desfiles melhores a cada ano e é uma promessa para a década que se inicia. Nos últimos dois anos a escola bateu na trave, ficando em terceiro lugar, a uma posição do Especial. Em 2011 irá desfilar com o enredo “A felicidade se conta em contos”, em busca da tão sonhada vaga na elite. Também no grupo de Acesso, a Torcida Jovem do Santos talvez ainda não possa sonhar tão alto já que vai estrear no grupo. Mas também é uma escola promissora, que sempre obteve bons resultados nos grupos de base. Se conseguir se manter, poderá tentar vôos mais altos nos próximos anos. Seu enredo para o próximo carnaval é “Quem foi rei nunca perde a majestade”.

nwf3 (1)Além das quatro agremiações principais, ainda há algumas outras. A Camisa 12, pertencente à torcida homônima do Corinthians, atualmente desfila pelo grupo 1, a terceira divisão do carnaval. Já esteve algumas vezes no grupo de Acesso mas nunca chegou ao Especial. E a mais nova de todas, a T.U.P., Torcida Uniformizada do Palmeiras, está no grupo 2, a quarta divisão. Em 2011 fará apenas o terceiro desfile de sua história. Mas deve-se prestar atenção na escola, já que nos dois desfiles que realizou conseguiu um campeonato e um vice-campeonato. Ou seja, subiu de grupo nos dois anos e certamente quer continuar subindo.

Como se pode notar, as escolas de sambas de torcidas organizadas estão longe de deixarem o carnaval. Muita gente é contra essa junção, alegando que não se deve misturar carnaval com futebol. De fato, algumas precauções devem ser tomadas para evitar problemas. A Gaviões e a Mancha sempre desfilam em dias diferentes, para evitar o encontro de seus torcedores. Mas se a Dragões chegar ao Especial como será feito? O que é preciso mesmo é que a tão pregada conscientização entre os torcedores valha também para o carnaval. Afinal estamos falando das duas maiores paixões do brasileiro e não se pode deixar de forma alguma que sejam motivo para violência. Paz nos estádios e nos sambódromos do Brasil afora. Bom carnaval a todas as torcidas!

*Para muitos Carnaval e Futebol não possuem ligação. E é pra desmentir essa afirmação que convidei André Ramos para o especial de Carnaval do NEWSFUT! Torcedor do Flamengo, ABC por adoção, encantado pela Costa do Marfim e profundo conhecedor do Carnaval, não haveria ninguém melhor para utilizar esse espaço. Não posso esquecer: André é criador do blog Carnaval de Avenida, Beija-Flor de coração, Imperatriz por amizade e Vila Isabel por obrigação (pelo menos nesse carnaval).

70 anos de Edson

O menino da vila cresceu e tornou-se Rei. O Edson virou Pelé. O homem transcendeu o mito.

“Se o Pelé não tivesse nascido homem, teria nascido bola.”
Armando Nogueira

Edson Arantes do Nascimento completa nesse dia 23 de outubro sua 70ª primavera. Sim, o Edson. Pelé não tem idade, é eterno. Sua história está escrita e não há tempo que amarele essas páginas. O primeiro título mundial ainda respira na Suécia, assim como o segundo no Chile e o terceiro, e mais lembrado, no México. Seu milésimo gol ainda está vivo do lado esquerdo das cabines do Maracanã. Sua alma está presente a cada jogo na camisa alvinegra do Santos.

“Marcar mil gols como Pelé não é tão dificil. Marcar um gol como Pelé é.”
Carlos Drummond de Andrade

Pelé foi tão impressionante que imortalizou não só os mais de mil gols que fez, mas também os que deixou de fazer.

“Como se pronuncia Pelé? D-E-U-S!”
Manchete do jornal inglês Sunday Times após a final da Copa do Mundo de 1970.

“Antes de falar do Pelé, Maradona precisa pedir autorzação para o Zico, o Sócrates, o Romário, o Tostão, o Rivellino.”
Pelé

Se Pelé fosse uma religião, compará-lo a Maradona seria a maior das heresias. Pelé está acima de todos jogadores, não haverá um novo Messias. Todos os Pelés que nascem a cada dia, na verdade não passam de falsos profetas enganando e Vendilhões do Templo.

“O Pelé calado é um poeta. Dentro de campo, ele foi o nosso pai. Fora dele, tem de colocar um sapato na boca.”
Romário

Enquanto jogador foi inquestonável, porém durante sua forma homem, Edson, foi bastante criticado. Algumas de suas frases causaram muita polêmica. A lei que leva seu nome libertou os jogadores, mas deixou os clubes refém de seus empresários. Teve atitudes que não condizem com sua majestade conquistada em campo. Porém, o dia de hoje é de comemoração.

Agora, sejamos justos, Pelé não era um Rei Absolutista, sua monarquia era parlamentarista e seu Conselho de Ministro era de respeito. Coutinho, fiel companheiro do tempo de Santos,  Clodoaldo, o “carregador de piano” no alvinegro praiano e na seleção, Garrincha que garantiu a Copa de 62 no currículo do craque, Gerson e com seus passes magistrais, Nilton Santos, em quem chorou a alegria de 58, entre tantos outros craques. E, claro, não podemos esquecer do eterno bobo da corte: Maradona.

Faltam palavras para descrever Pelé, ainda mais no caso do NEWSFUT! onde nenhum dos idealizadores viu o craque jogar. Porém, isso pouco importa, suas conquistas falam por si próprio. O Edson só é Pelé por causa de tudo o que fez dentro de campo. Soube usar seu talento através da bola para parar guerras, como a do Congo em 69, para mostrar ao povo que o que realmente importa é a educação de nossas crianças, para ganhar Copas do Mundo e fazer o povo brasileiro ter orgulho de entoar o Hino Nacional.

Hoje podemos afirmar com toda certeza que futebol não teria a mesma graça se não  tivesse existido Pelé.

PARABÉNS PELOS 70 ANOS!

*Foto de Domício Pinheiro, popurlamente conhecido como o Fotógrafo de Pelé.

Neymar e sua inconsequência

O Santos vai perdendo, aos poucos, seu brilho. Depois de conquistar o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil sendo comandado por Dorival Júnior, mostrando um futebol bonito, envolvente e encantador, vai perdendo seu rumo. Primeiro foi André, vendido para o Dínamo de Kiev, da Ucrânia. Depois Robinho, cujo contrato de empréstimo expirou em agosto. Wesley foi negociado com o clube alemão Werder Bremen. O Chelsea ofecereu um “caminhão de dinheiro” por Neymar. Mas desta vez, o clube conseguiu segurar o jovem com muita dificuldade. Paulo Henrique Ganso se lesionou seriamente no joelho e só volta no ano que vem. Agora, um novo capítulo desfigura o Santos.

Na partida contra o Atlético-GO, Neymar pede para bater o pênalti. Com a negativa da pedida, se revoltou. Fez firulas desnecessárias e sem objetivo. Assim, foi repreendido por seu companheiro e capitão do Santos, Edu Dracena. Desrespeitou o líder do grupo. Em seguida foi a vez de desacatar o disciplinador Dorival, o pior dos desacatos.  O fato estampou jornais, repercutiu por toda a imprensa e a discussão tomou conta do país. Afinal, o que deveria ser feito com Neymar para lhe disciplinar?

Depois de muita pressão no garoto Neymar, era chegada a hora da punição no clube. Primeiro, o afastamento preventivo. Mas até quando? A questão parecia ser administrada pelo técnico. Na segunda-feira em reunião, ficou definida a volta de Neymar contra o Corinthians. Mas na manhã desta terça-feira, Dorival Júnior apareceu na coletiva e disse que o jovem não jogaria a partida, surpreendendo à todos. Ali, ele traçaria o seu destino. A diretoria santista se revoltou e, em reunião na noite desta terça, definiu a demissão do técnico.

Depois de conquistar dois títulos à frente do Santos, Dorival sai do clube pela porta dos fundos. Sim, afinal sai com a maioria contra ele. O treinador prezou pela disciplina e pagou caro. Pensou nele, no menino e no Santos. Não merecia este tratamento mas agora já foi tomada a decisão. E parece que o Presidente do Santos não pensou antes de tomá-la. Ele sabe o quanto fez mal para a imagem do Santos, do jogador e do técnico, a sua decisão? Demitir um técnico por disciplinar um jogador ?! O Presidente Santista sabe o quanto é dificíl achar um técnico da qualidade do Dorival ? Talvez nem tenha pensado nisso. Talvez tenha pensado somente no seu menino de 35 milhões de euros.

O apagar das luzes.

Cada jogo no Maracanã é uma emoção diferente e o último antes do fechamento para as reformas visando a Copa do Mundo de 2014 foi ainda mais marcante, não pelo futebol apresentado, mas pelo clima de despedida, afinal serão dois anos sem Maracanã. Quem frenquenta o estádio sabe a falta que ele fará durante o tempo que ficará fechado. O campeonato carioca perderá um pouco de seu charme, o Fla-Flu perderá um pouco de sua essência e o torcedor perderá a sua segunda casa. Que esse até logo seja breve.

Os últimos 90 minutos do velho Maracanã foram de Flamengo e Santos. Dois times que nem de longe lembraram aqueles que fizeram história no estádio, o Flamengo de Zico e o Santos de Pelé. O Santos desfalcado de Neymar e Ganso (ah como seria bom ver essa dupla desfilar seu talento na despedida do estádio) conseguiu segurar o Flamengo que tinha a estreia de Deivid. O empate de 0 a 0 pode não ter sido bom para o Rubro Negro, mas se serve de consolo o time evoluiu bastante, dominou a maior parte do tempo e só não fez gol porque esbarrou no mesmo problema dos últimos jogos, finalização.

Os jogos do Flamengo têm deixado claro a falta da pré-temporada para alguns jogadores que chegaram durante o Campeonato Brasileiro. Enquanto Willians e Léo Moura voam em campo, Renato Abreu, Deivid, Diogo, Correa, Val Baiano e Leandro Amaral sentem a maratona de jogos. Pet pela idade e também pela  pré-temporada mal feita é outro que vem sentindo o ritmo dos jogos quarta e domingo. Silas já observou isso e começou a mexer no time. A torcida precisará ter paciência.

Enquanto isso, o Santos mostrou toda sua dependência de Neymar e Ganso, sem seus principais jogadores o alvinegro praiano foi facilmente envolvido. Outro setor que precisa de atenção é a defesa, durante todo o jogo mostrou-se bastante vulnerável, deu sorte que a fase do ataque Rubro Negro não é boa.

Sem o Maracanã, o Flamengo não terá uma casa definida. Próximo jogo será no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Outras opções são o estádio do Botafogo, Engenhão, e jogos em outros estádos. O fato é que onde quer que seja o time precisará voltar a vencer para se afastar da zona de rebaixamento e voltar a sonhar com algo melhor.

Vitória x Santos

Hoje no Barradão, Vitória e Santos decidem quem será o campeão da Copa do Brasil 2010. No primeiro duelo na Vila Belmiro, os ‘Meninos da Vila’ venceram por 2 a 0 e ficaram em vantagem. Poderia ter sido mais, se Neymar não tivesse perdido o polêmico pênalti com ‘cavadinha’ e o Santos convertesse as oportunidades de gol que criou.

A tarefa para o Vitória é complicadíssima. Precisa fazer 2 a 0 para levar para os pênaltis ou ganhar por mais de dois de diferença. Mas se chegou até a final, é porque tem chances de reverter a situação. Sua torcida apoiará incondicionalmente para empurrar o time rumo ao resultado que precisa. O volante Vanderson está suspenso pelo acúmulo de três cartões amarelos.

Pelo lado santista, a confiança é grande e a situação é confortável. Mas ninguém quer saber de vantagem ou acomodação. Vai para a Bahia em busca do seu melhor jogo. Ou seja, não deixará de atacar. É claro que não vai se atirar ao ataque tendo uma vantagem, podendo perdê-la mas fará um jogo inteligente, tocando bem a bola e explorando a qualidade individual de seus jogadores. O estado do gramado é dos piores possíveis, incompatível com uma final de torneio nacional e podendo prejudicar o futebol-arte do time santista. lamentável.

Nenhum dos dois times jamais ganhou a Copa do Brasil em sua história. Para o Santos, basta empatar ou perder por um gol de diferença. Dependendo pode perder por dois gols de diferença, desde que marque algum. Para o Vitória, somente uma vitória acima de dois gols de diferença interessa. Em caso de repetição no placar do jogo de ida a favor dos mandantes, o título da Copa do Brasil será disputada nos pênaltis. A torcida do Vitória chama a equipe de ‘Time de Guerreiros’. E agora: o título nacional vai para o ‘Time de Guerreiro’ ou para os ‘Meninos da Vila’ ?