E teve boatos de que o futebol carioca estava na pior

Fla Campeão Brasileiro de 2009 – Flu Campeão Brasileiro de 2010

VASCO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL 2011

(crédito: UOL)

SE ISSO É TÁ NA PIOR, PORRÃN…

No futebol não há verdade absoluta. Não adianta ter uma estrutura, um time de estrelas, se não houver o principal: a vontade de ganhar. E é exatamente isso que o futebol carioca mostrou nesses últimos anos. O Vasco é a última prova disso.

Há cinco meses atrás o vascaíno sofria com a péssima campanha do time no campeonato carioca. O futuro era assustador, sem nenhuma perspectiva. Até que chegou Ricardo Gomes. Um treinador sem títulos importantes na carreira e sob a desconfiança de todos. Com um elenco limitado nas mãos teve paciência e preferiu não inventar. Aos poucos, com a chegada de reforços, foi dando a cara de um time vencedor.

Vale destacar também o trabalho feito pelo presidente Roberto Dinamite. Uma resposta a quem ainda insistia com a ideia da volta de Eurico Miranda.

Oito anos depois o torcedor vascaíno volta a ter orgulho de vestir a camisa cruzmaltina e com todo merecimento. Que a Copa do Brasil seja a última pá de cla no passado de tristeza.

PARABÉNS, VASCÃO!!

 

 

Anúncios

Gol do PeTRI 10 anos!

Ajoelhado no meio da sala estava um garoto então com seus 12 anos. Para ele não existia razão no futebol. Era 100% coração. Olhos marejados pela situação, promessas para todos os santos, era a última chance. O árbitro autoriza a cobrança de falta e…

Mais do que um gol. Aos 43 minutos do segundo tempo da final do Campeonato Carioca de 2011, naquele dia 27 de maio, um sérvio entraria de vez para a história do Flamengo. Era Dejan Petkovic. Gol do quarto TRI Campeonato Estadual Rubro Negro.

Uma década se passou e aquele gol continua vivo na memória de todo torcedor e na história do Maracanã. Antológico é o adjetivo que melhor descreve o que se passava naquele momento. Todos tinham noção de que estavam vendo a história do futebol se passando bem em sua frente.

Não foi apenas o gol do TRI, era o surgimento de um ídolo. Pet foi marcante no Vasco e no Fluminense, mas foi no Fla que ele se tornou o que é hoje, foi naquele dia 27 de maio de 2011. Talento inquestionável, temperamento difici, muito contestado. Pet sonhou, lutou, perdeu e ganhou. Petkovic tornou-se eterno.

Aquele garoto ajoelhado no meio da sala, quase chorando, era eu. Hoje, 10 anos depois daquela conquista, o coração deu lugar a razão, mas ainda não me impede de me emocionar a cada vez que revejo o gol. Volto ao tempo e sinto a mesma emoção do que aquele garoto de 12 anos.

#goldopet10anos

 

Vasco x Fluminense

O Vasco e Fluminense de amanhã será um clássico diferente. Um jogo com todo o requinte de outras épocas, relembrando os bons tempos. Os dois clubes cariocas em boa fase. O Vasco não perde desde antes da Copa do Mundo. O Flu, pelo outro lado, não perde desde a 3ª rodada(estamos na 15ª) do Campeonato Brasileiro. Imperdível um jogo desses.

Para tornar o clássico ainda mais especial, ambos os times jogam recheados de destaques. O tricolor conta com Conca, Emerson e Washington. Quem sabe Deco, sem falar de Muricy no banco. No Vasco, o quarteto Felipe-Zé Roberto-Carlos Alberto-Éder Luis respondem à altura. E, porque não, Paulo Cesar Gusmão no banco vascaíno, o único treinador invicto no campeonato(treinou o Ceará antes da Copa do Mundo). Para assistir ao jogo, nada melhor do que um Maracanã lotado. Por isso, o torcedor fez a sua parte e garantiu a compra de mais de 60 mil ingressos antecipadamente.

Para incrementar ainda mais esse ambiente, o ‘Time de Guerreiros’ está na liderança da competição e provavelmente terá a estreia de seu grande reforço: Deco. O time da Colina, por sua vez, completa hoje 112 anos de glória, não deixando o sentimento parar sequer um segundo. Parabéns à todos os vascaínos. Com todos os ingredientes, amanhã o Maracanã vai ficar pequeno.

Flamengo 1 x 0 Dodô

Não é justo atribuir ao time do Vasco a derrota de hoje para o Flamengo, no Maracanã. O time cruzmaltino teve mais volume de jogo, criou as melhores chances e só não saiu com a vitória por causa dos dois pênaltis perdidos por Dodô. O Flamengo foi beneficiado pela marcação errada de um pênalti, muito bem convertido pelo tão criticado Adriano.

Falando em arbitragem, o campeonato carioca ainda não tinha visto uma partida tão mal apitada como essa. Além de marcar um pênalti inexistente para o Flamengo, o árbitro deixou de marcar outro, no primeiro tempo, em cima de Léo Moura. Também abusou na distribuições de cartões amarelos. Uma verdadeira decepção.

O jogo começou depois de um temporal que desabou no Rio de Janeiro. O gramado do Maracanã até que suportou bem o grande volume d’água, mas ainda encontrou-se um pouco de  dificuldades na evolução da partida, durante o primeiro tempo, devido as poças que se formaram. Porém, o campo pesado não impediu que os dois times começassem a partida se lançando ao ataque. Do lado Rubro Negro as melhores jogadas saíam dos pés de seus laterais, enquanto do outro lado o destaque era o menino Phillipe Coutinho.

O Flamengo continuou pressionando, mas quem teve a melhor oportunidade de abrir o placar foi o Vasco. Aos 35 minutos, Phillipe Coutinho sofreu o primeiro pênalti, que foi desperdiçado por Dodô. Mas o que mais chamou a atenção nesse lance foi o beijo dado por Willians, autor do pênalti, na jovem revelação vascaína, que levou numa boa. Logo em seguida foi a vez de Léo Moura sofrer pênalti, não assinalado pelo juiz da partida. E até o final da primeira etapa prevaleceu o empate sem gols.

A partida foi decidida logo no ínicio do segundo tempo. O árbito marcou um pênalti, que só ele viu, de Fernando Prass em Vinícius Pacheco. Adriano cobrou, marcou e, mesmo sabendo que seria punido, tirou a camisa e mostrou uma frase direcionada a seus críticos na imprensa. A partir daí o time Rubro Negro passou a jogar nos contra-ataques e começou a tomar pressão do Vasco. Até que aos 21 minutos o juiz marcou outro pênalti para o Vasco, esse indiscutível. Quem iria bater era Jerferson, segundo ordens do técnico Vágner Mancini, mas Dodô chamou a responsabilidade para si e acabou desperdiçando mais uma chance clara de gol.

O time cruzmaltino lutou até o fim, mas ficou claro que todos os jogadores sentiram a perda de dois pênaltis. Até Phillipe Coutinho, que vinha sendo o melhor do time, sumiu nos minutos finais. Com o desânimo do adversário, o time Rubro Negro só precisou administrar a partida e segurar o resultado até o apito final.

Mesmo com o time fazendo uma de suas melhores partidas na temporada, o atacante Dodô jogou fora a chance de melhorar sua imagem diante da torcida, após as péssimas atuações que realizou nos últimos jogos. E o inferno astral do jogador pode estar apenas começando, de acordo com as declarações do técnico Vágner Mancini após o jogo, o atacante amargará a reserva nos próximos jogos do time cruzmaltino, pela Copa do Brasil e Carioca. Na contramão disso tudo está Phillipe Coutinho. A jovem promessa vem se firmando a cada dia no time titular e mostrou isso no clássico, onde foi um dos destaques da partida, ao lado do goleiro Bruno.

No Flamengo a sensação é de alívio. Após uma semana desgastante e bastante conturbada, o time conseguiu uma vitória que garantirá uma semana mais tranquila na Gávea, pelo menos até quarta, quando acontece o jogo contra o Univecidad de Chile, pela Libertadores. Andrade já avisou que não privilegiará nenhuma das competições das quais estão participando. Então, é bom os jogadores irem se acostumando ao desgaste, pois a temporada só está começando.

VAI COMEÇAR A FESTA !!!

Neste sábado a agonia do torcedor carioca chegará ao fim, pois terá início o campeonato mais charmoso do Brasil: o Cariocão 2010.

Um campeonato que promete muitas emoções, pela primeira vez em sua história os campeões da série A (Flamengo) e da série B (Vasco) se enfrentarão, será o primeiro campeonato sob a hegemonia do Flamengo, que também lutará pelo inédito tetracampeonato.

Os times não pouparam esforços para alegrarem suas torcidas. O Vasco manteve as principais peças e renovou o time com muitos reforços, alguns bastantes conhecidos, outros ainda são icógnitas. O Flu, que foi a sensação do fim do campeonato brasileiro com uma  das mais surpreendentes arrancadas que o futebol já viu, manteve sua base vencedora e fez excelentes contratações. O Botafogo vem com seus ânimos renovados e espera enfim poder voltar a dar um título a sua apaixonada torcida e para isso conta com o sucesso da dupla Abreu e Herrera. Outra dupla que poderá dar o que falar será Adriano e Vagner Love, o atual tricampeão carioca aposta todas suas fichas no sucesso de seu ataque, o clube Rubro Negro foi o mais tímido em suas contratações pois aposta no entrosamento da base do time campeão brasileiro.

Mas nem só de times grandes se faz um campeonato. Dois times tradicionais do Rio estão de volta a elite e não querem fazer só figuração, são eles: o América, que aposta na dupla Bebeto e Romáro para voltar a ganhar títulos cariocas, e o Olaria, que conta com o apoio de novos patrocinadores na reformulação da base para trazer o título para Rua Bariri. Além desses ainda tem o Madureira, que sempre dá trabalho, assim como Bangu e Americano.

Não há como negar, motivos não faltam para que o Campeonato Carioca desse ano seja um sucesso. Seja quem for o campeão, o NEWSFUT espera muita emoção e excelentes jogos.

Disciplina continua no Vasco

O ano de 2009 no Vasco foi marcado pela vontade e disciplina imposta pelo técnico Dorival Júnior. Veio com a responsabilidade de levar o clube cruzmaltino ao lugar que ele merecia: a Série A do Campeonato Brasileiro. Com muito humildade, trabalho e comprometimento conseguiu o objetivo. O time mostrou muita vibração e competitividade. Foi um verdadeiro comandante, uma peça essencial para que o projeto desse certo. Uniu diretoria, jogadores e torcida.Poderia ter feito mais história no Vasco. Preferiu seguir o seu caminho em outro clube.

Por sua vez, o Gigante da Colina precisava de um treinador com o mesmo perfil. Quase fechou com o ex-jogador Antônio Carlos mas diante da pressão da torcida, recuou. Então foi a vez de investir em Vagner Mancini. Este com um histórico de excelentes trabalhos pelo Paulista, Vitória, entre outros. Teve até uma passagem no ano passado pelo Grêmio em que foi demitido porque só ganhava de 1 a 0 no Gauchão. Extremamente disciplinado e reconhecidamente estratégico, chega para comandar o clube de São Januário.

É apontado por muitos, como um substituto à altura de Dorival. Ao mesmo tempo que tem a confiança de ser comparado à outro bom treinador, paira a desconfiança sobre algumas atitudes. Vagner Mancini tem como principal problema, o relacionamento com os atletas. Talvez seja isso que o diferencie tanto do antigo treinador do Vasco: a conversa e o apoio aos jogadores. Resta saber como vai ser, todos nós esperamos que ele possa repetir o excelente trabalho de Dorival Júnior na última temporada e possa levar o Vasco da Gama às vitórias.

E você torcedor vascaíno, gostou do novo técnico da equipe? Comente.